Ministério Público investiga se prefeito nomeou coordenadores para UPA inexistente no Brejo

O promotor João Benjamim Delgado Neto determinou a abertura de um inquérito civil público para apurar eventual prática de ato improbidade administrativa na nomeação de duas pessoas para os cargos de coordenador da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na cidade de Alagoa Grande, no Brejo paraibano. A medida foi publicada na edição desta sexta-feira (18), do Diário Oficial do Ministério Público da Paraíba.

O detalhe, segundo a denúncia encaminhada ao Ministério Público, é que a UPA inexiste na cidade.

A reportagem tentou entrar em contato com a prefeitura de Alagoa Grande, mas o telefone que consta no site institucional não estava disponível para atender chamadas.

Confira o documento abaixo:


Alexandre Freire

 

 

PUBLICIDADE

Contato

Vale News PB Av: Gov. João Agripino
Bairro: Ouro Branco
CEP: 58765-000
Piancó - PB
(83) 9111-9705 valenewspb1@gmail.com